Liderança e diagnóstico

A oficina oferecida por Carla Cabrera Duarte e Bruno Andreoni visou identificar quem são os jovens que integram o projeto, qual o perfil deles, como eles circulam e interagem com a cidade. Norteados por perguntas inspiradoras, os jovens foram convidados a criar uma grande silhueta de si mesmos e em seguida a utilizaram para se apresentar ao grupo. Em seguida, fizeram o mesmo trabalho para o reconhecimento do que existe na cidade de Ubatuba e o que dela usufruem.

O dia seguinte foi dedicado à introdução do tema liderança. Para tanto, os jovens foram instigados à refletir sobre suas próprias histórias de liderança e engajamento e assim puderam compreender mais sobre o papel de um líder e dos demais envolvidos, desafios, aprendizados e etc. Em seguida os participantes saíram a campo, com o intuito de construir vínculos com a localidade, despertar desejos, instigados a terem um olhar mais atento ao seu entorno. Retomaram então à sede do Gaiato e fizeram uma coleta das impressões. Depois foram convidados a sair novamente pelo bairro, agora com o olhar ainda mais apurado, e então fizeram uma última troca de impressões e aprendizados.